Enxerto em bloco vestibulopalatino para reconstrução tridimensional do rebordo alveolar

Com a perda dos elementos dentários, o volume ósseo da crista alveolar tende a diminuir, tanto em altura como em espessura, produzindo grandes defeitos que impossibilitam a instalação de implantes. O objetivo das cirurgias reconstrutivas é a restauração da anatomia original do alvéolo, permitindo um posicionamento adequado do implante que favoreça o tratamento protético sobre o ponto de vista biomecânico e estético. Uma grande variedade de técnicas e materiais tem sido proposta nas recentes décadas para a reconstrução dos defeitos alveolares, em sua grande maioria, utilizando o osso autógeno. Este trabalho, por meio do relato de dois casos clínicos, apresenta a técnica de enxerto ósseo autógeno vestibulopalatino, empregada para a correção de defeitos ósseos em altura e/ou espessura na região anterior da maxila. A simplicidade e o baixo custo operacional da técnica possibilitam seu emprego para a solução de grande quantidade de casos de forma simples e acessível ao implantodontista.

Thomas Aloísio Pimenta
Walter Betoni Junior
Luciano Cesar Martins
Andréa Rios de Araújo
Thallita Pereira Queiros
Jônatas Caldeira Esteves

Baixar Artigo